Prisão de ventre na gestação – saiba os motivos e como minimizar

Prisão de ventre na gestação – saiba os motivos e como minimizar

As mudanças no organismo da mulher durante a gestação ocorrem desde o momento da concepção. Sono, fome, alterações na pele, nos cabelos… mas você sabia que também ficamos suscetíveis à prisão de ventre?

A constipação durante a gravidez é resultado da presença do hormônio feminino progesterona, que possui entre suas ações, a diminuição da contração das fibras musculares lisas, presentes em todo o intestino.

Isso ocorre para inibir a contração da musculatura do útero, e com aumento dos níveis deste hormônio conforme a gestação avança, a prisão de ventre também pode piorar.

O Dr. Áderson Damião, do Departamento de Gastroenterologia da Faculdade de Medicina da USP, respondeu algumas perguntas para ajudar as gestantes a driblar esse desconforto.

A mulher que planeja engravidar tem como preparar o organismo para não sofrer com a constipação?

O ideal é manter uma dieta saudável, bem balanceada, com quantidade adequada de fibras, ingerir líquidos ao longo do dia e manter a atividade física recomendada.

Com o avanço da gravidez a prisão de ventre pode piorar? Por quê?

Pode de fato piorar, por conta do aumento do volume do útero e compressão das alças intestinais, mudança na dieta (ex., redução de ingestão de fibras e líquidos por vômitos).

Como muitos medicamentos são contraindicados na gestação, existem formas naturais para minimizar ou acabar com esse incômodo?

O ideal é a orientação médica. O médico avaliará como está a dieta da gestante, se está devidamente balanceada, com ingestão adequada de fibras e líquidos. Por vezes o retorno à atividade física adequada e apropriada é suficiente, ao lado de medidas alimentares.

Algum alimento deve ser evitado durante a gestação para não piorar a prisão de ventre?

De maneira geral não. A dieta equilibrada e saudável deve ser mantida. Em casos selecionados, a gestante pode referir que um ou outro alimento causa desconforto abdominal, porém, esta situação é particular e deve ser abordada pelo profissional de saúde de forma individualizada.

O organismo da mulher volta ao normal logo após o parto, referindo-se à constipação, ou leva um tempo?

A tendência é que volte ao normal, desde que sejam respeitadas: a ingestão adequada de fibras e líquidos e se mantenha a atividade física.

Agora é cuidar da alimentação, da atividade física, e procurar seu médico caso o desconforto apareça ou aumente…

FACEBOOK // INSTAGRAM// PINTEREST

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *