Esmalte para criança, pode?

Esmalte para criança, pode?

Quem nunca pegou o sapato e a bolsa da mãe escondidos, e surgiu na sala de casa andando bem devagar para não cair do salto? É natural as crianças se imaginarem como adultos, faz parte da brincadeira e do desenvolvimento. Mas cabe ao adulto saber até que ponto essa brincadeira é saudável.

Além das roupas e acessórios, as meninas sonham ir ao salão de beleza com as mães, fazer penteados, maquiagem…. e pintar as unhas! Mas, esmalte para criança, pode?

Para esclarecer algumas dúvidas, a pediatra Dra. Juliana Loyola Presa, pediatra amante dos cuidados com a pele das crianças, doutora em saúde da crianças e do adolescente e professora de pediatria da UFPR, explica que “a vaidade das meninas é cada vez maior, e o desejo de pintar as unhas pode começar bem cedo. No entanto, na hora de escolher o esmalte para a criança é importante ter alguns cuidados.“.

esmalte infantil
Essa mãozinha é da Valentina, minha sobrinha de 4 aninhos. Ela curte esmalte, e aceita muito bem o esmalte para criança. Priscila, a mãe, limita passar o esmalte, mesmo sendo o infantil.

Leia também…

Penteados para meninas inspirados em filmes

Penteados para meninas – 22 lindas inspirações

Cortes de cabelo para meninas – para todos os gostos


Esmalte infantil é aquele que é a base de água, ou seja, que não necessita de removedor ou acetona para ser retirado. Este é um dos problemas, que faz com que muitas meninas não queiram usar o cosmético próprio para crianças. Por não ter produtos químicos agressivos na formulação, o seu poder de fixação é menor e o esmalte sai facilmente. 

Esmalte próprio para criança costuma ter um gosto ruim, para evitar que a criança coloque a mão na boca e que a ingestão do produto possa causar algum problema ao organismo. 

Evitar o contato de crianças com produtos químicos presentes nos esmaltes de adulto é importante pois é comum uma dermatite no rosto e próximo dos olhos devido a alergia de componentes do esmalte. A criança passa a mão nos olhos e o esmalte das unhas irritam a pele.

As dicas da Dra. Juliana para quem optar por liberar o uso de esmaltes para criança é:

  • Criança deve usar esmalte infantil;
  • Evite passar esmalte, mesmo o infantil, antes dos 4 anos. Até esta idade a criança tem o hábito constante de colocar a mão na boca;
  • Se a resistência a usar o esmalte infantil que sai com água for muito grande, especialmente nas meninas de mais idade, procure usar um esmalte hipoalergênico. Lembre que o fato de um produto ser hipoalergênico (e aqui vale para todos os cosméticos) não significa que ele não irá causar alergias. E sim, que os componentes de sua fórmula possuem um risco menor de serem alérgicos;
  • Após os 12 anos está liberado o uso de esmaltes a base de solventes. Para retirá-lo prefira os removedores ao invés da acetona. 
  • Se a criança não demonstra a vontade de pintar as unhas, não incentive! 
  • Não torne uma rotina levar a sua filha para pintar as unhas;
  • Faça combinados e regras. Não precisa ser radical, basta encontrar um meio termo, um equilíbrio. Deixe que ela passe esmalte em um dia especial, comemorativo;
  • É comum que a menina se identifique com a mãe e queira fazer as mesmas coisas que ela. Mas criança deve ser criança;
  • E nós, pais, temos o dever de ajudar os nossos filhos a crescerem na hora certa. 

Além dos cuidados com a saúde da criança, é importante não pular etapas, deixá-la ser criança, afinal, é uma época que passa tão rápido, e que não dá para voltar atrás.

Dra Juliana Loyola Presa, é mãe de dois meninos lindos – Leonardo e Rafael. E você pode acompanhá-la através do facebook.com/drajulianaloyolapresa e instagram @drajuloyolapresa

FACEBOOK // INSTAGRAM // PINTEREST

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *