Cuidados ao viajar de avião com os pequenos

Avião com os pequenos

                                                                  Imagem da Internet

      Falou em fim de ano já pensamos nas comemorações e nas férias, e hoje o assunto é para quem vai viajar de avião com os pequenos.

 
      Se pertinho a gente já tem alguns cuidados, imagina se vamos para longe, temos que pensar nos mínimos detalhes.
       Esse tema surgiu pois uma amiga vai viajar com seus dois filhos e ambos são menores de 4 anos. Pesquisei e agora vou listar alguns cuidados que devemos ter ao viajar de avião com os pequenos. A Marília já falou sobre esse tema aqui no blog, no post Viajando de avião com crianças pequenas (clique para conferir), mas inseri alguns itens…
 
Dica 1 – A idade
 
      É permitido o embarque de crianças a partir de 7 dias, mas recomenda-se com 28 dias, pois antes disso o bebê é considerado neonatal e pode necessitar de retorno ao hospital. Mas, o ideal é que a viagem de avião se dê a partir dos 3 meses, quando o sistema imunológico da criança já está mais desenvolvido.
 
 
Dica 2 – Documentos necessários
 
      Se a viagem for nacional, você precisará levar um documento de identidade ou certidão de nascimento da criança. Para as os vôos internacionais, a criança necessitará de um passaporte, mas diferente dos adultos, a validade do documento para os menores de 5 anos é bem menor, a Marília explicou direitinho no outro post (esse aqui)

      Ah, e também será necessário um visto caso o país de destino exija o mesmo!
 
   Além desses documento, os menores de 12 anos que forem viajar dentro do país, deverão estar acompanhados de um dos pais ou responsáveis, ou ainda parentes maiores de 18 anos. Mas se não estiver acompanhada de nenhum desses, a criança precisará de uma autorização judicial com firma reconhecida.
 
     Já os que vão para fora do país, mesmo que o menor esteja acompanhado de um dos pais, é necessário uma autorização, com firma reconhecida, da outra parte.
 
    Os modelos de carta de autorização de viagem para filhos menores, tanto nacional quanto internacional, você encontra no site do Tribunal de Justiça, clica aqui para ver os modelos!
Dica 3 – Cobrança para menores de 2 anos
 
      Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC, o valor cobrado para menores de 2 anos não poderá ultrapassar 10% da tarifa cobrada dos adultos, desde que não ocupem assento. A partir desta idade será cobrada um valor, pois as crianças devem ocupar um lugar destinado ao passageiro, os valores cobrados variam entre as empresas aéreas.
 
    Apesar de pagarem a passagem, os menores de 12 anos são considerados passageiros com necessidades especiais, tendo preferência ao embarque, no check-in e nos assentos diferenciados.
 
     As lactantes também possuem esse direito!
 
    Mas lembre-se, para usufruir dessas vantagens é necessário avisar no ato da compra ou até 48 horas antes do embarque, através do SAC.

Dica 4 – Vacinação

      Estar sempre com a carteirinha de vacinação da criança em dia é primordial, e mais ainda quando vai viajar. Por isso é necessário leva-la junto, é um documento que no caso de algum cuidado médico ela será muito importante!

       Além disso, é importante verificar se o local do destino exige que turistas tomem vacinas, tanto as crianças quanto os adultos. Isso vale para dentro e fora do país.

Dica 5 – Alimentação e Higiene

Avião com os pequenos

                                                               Imagem da Internet

      Apesar de não existir nenhuma regulamentação quanto a alimentação especial para os pequenos, algumas companhias tem essa preocupação e oferecem um cardápio diferenciado. Vale a pena analisar e levar em conta esse item na hora de escolher.

    Mas caso a companhia escolhida não ofereça, ou você tenha medo que a criança não aceite um outro alimento que não seja o qual está acostumada a consumir, você poderá levar, em quantidades pequenas, o que será consumido durante o vôo. Mas lembre-se de apresentar a mamadeira com o leite e suco, ou o potinho com a papinha na hora da inspeção.

    Sobre a higiene, não mude sua rotina por causa da viagem, faça a troca de fraldas como de costume e não deixe a criança muito tempo suja. Na hora do banho, faça uso de lencinhos umedecidos. Eles ficaram mais calmos e tranquilos se estiverem limpinhos.

Dica 6 – Medicamentos


      Eu não viajo sem os medicamentos, nem se for algo bem próximo. Levar os remédios que você está acostumada a dar aos pequenos é de extrema importância, além de te deixar mais tranquila em uma necessidade.

      Se for necessário utilizar durante o vôo, elas poderão ser levadas na bagagem de mão, mas em quantidades que poderão ser utilizadas naquele momento. E mesmo assim, você deverá avisar durante a inspeção.

     Caso não haja necessidade, e você está levando por precaução, os medicamentos deverão ser transportados nas malas despachadas. E não se esqueça, todo medicamento deverá constar em um receituário médico, que também será apresentado na inspeção.

      Por isso, próximo a viagem, passe em uma consulta com o pediatra da criança e liste os medicamentos que geralmente são necessários, assim ele poderá prescrever em caso de necessidade. E aproveite para fazer um check-up para viajar mais tranquilo.

Dica 7 – Bagagem de mão

Avião com os pequenos
Imagem da Internet

      Além dos remédios que comentamos acima, a bagagem de mão do seu filho deve conter os item de alimentação que citei anteriormente, além de fralda (se ainda usar), mudas de roupas, além de brinquedos pequenos e que não façam barulho. Livros também são uma boa solução! Caso optem por tablet, não esqueça dos fones de ouvido, pois não adianta entreter seu pequeno e atrapalhar os outros passageiros.

     Ah, uma dica legal para minimizar o incômodo nos ouvidos causados na hora da aterrissagem, é dar algo para a criança mastigar nesse momento. Caso ela seja de colo, dê algo para ela sugar.

      Boa viagem e divirtam-se muito! E não esqueça de registrar todos os momentos!

Fontes: bebe.com.br
            delas.ig.com.br